Pular para o conteúdo principal

Temer vai privatizar presídios, creches e hospitais

O presidente interino, Michel Temer, já definiu quando iniciará o processo programa de concessões em parceria com os estados: será após a viagem que fará à China, para a reunião do G-20. O objetivo é privatizar áreas como hospitais, creches, presídios e saneamento.

Temer quer dar a abertura para o capital privado em todos os setores possíveis, fugindo do formato tradicional de fazer concessões apenas na área de infraestrutura. 



De acordo com o jornal O globo, os estados receberão uma garantia da União, por meio de seus ativos, para fechar os contratos. O governo estuda usar os Fundos de Participação dos Estados e Municípios como uma segunda garantia para as PPPs darem certo.

"Vamos acabar com o conteúdo nacional exacerbado, que só traz superfaturamento. Só vamos manter aquilo em que formos competitivos. Ao invés de generalizado, será setorizado. Temos que mudar a visão do investimento público, ampliando ao máximo as concessões. 

Faremos PPPs (parcerias público-privadas) para esgoto, penitenciárias, hospitais e creches, comprando vagas para as crianças. É mais racional do ponto de vista do gasto público", disse um auxiliar de Temer envolvido nos programas.

Informações: Noticias ao Minuto

Postagens mais visitadas deste blog

Juiz Moro diz que vai até o fim e pede apoio do povo brasileiro

O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba, disse que vai até o fim nos processos, não importa se os corruptos são ou não poderosos.
Moro ainda disse que se baseia nos fatos, nas provas e na lei, seja para condenar ou seja para absolver. 



Por fim, o Juiz que conquistou o Brasil e é visto mundo afora como ícone da Justiça e do Direito, convoca o povo brasileiro a apoiar ele e a Força Tarefa na luta por um Brasil melhor.
Faxina geral já! Povo em ação derruba qualquer político ladrão! Lava Jato neles!

Veja o vídeo
Clique aqui para assisti-lo!

Rede Globo fica com 90% do dinheiro arrecadado do Criança Esperança, diz documento descoberto

WikiLeaks divulga documento que mostraria que a Globo fica com 90% do dinheiro do Criança Esperança. Confira abaixo o link para o documento e confira você mesmo.

Com informações do Wikileaks Promovida pela TV Globo em parceria com o Unicef – Fundo das Nações Unidas para a Infância -, a campanha já arrecadou R$ 122 milhões, em 18 anos, investidos integralmente no Brasil.

O Show do Criança Esperança completou 18 anos de alegria. Sob o comando de Renato Aragão, a festa de solidariedade teve a sempre presente Xuxa e muitos outros convidados como Sandy & Junior, Caetano, Angélica e Maurício Mattar.

WikiLeaks divulga documento que mostraria que a Globo fica com 90% do dinheiro do Criança Esperança. Confira abaixo o link para o documento e confira você mesmo.



Um documento publicado pelo site WikiLeaks, famoso por divulgar materiais e informações confidenciais de governos e empresas, registra uma investigação sobre o recebimento de verbas da campanha Criança Esperança da Rede Globo pela Unesc…

R$ 3 trilhões foram roubados do povo brasileiro, diz Juiz Sergio Moro

Na sessão desta quarta-feira, o TCU recomendou por unanimidade a rejeição das contas da presidente Dilma. O parecer deverá ser encaminhado para o Congresso que definirá se segue ou não a orientação do tribunal.



O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, afirmou ontem (7) que o governo federal deixou de contabilizar mais de R$ 3 trilhões em passivos da Previdência no ano de 2014. O relator disse que alertou a presidente Dilma Rousseff sobre as inconsistências nas contas, mas que as medidas adotadas para resolver o problema foram “insuficientes”. “Nas contas do ano passado, relatadas pelo eminente ministro Raimundo Carreiro, alertei a presidente da república – inclusive pessoalmente porque estava muito preocupado com toda a situação que encontramos – sobre a existência de mais de R$ 2,3 trilhões – não estou falando de bilhões – trilhões em passivos atuariais e contingentes não contabilizados”, declarou. Segundo Nardes, o governo não ficou “inerte” frente ao alerta, …