Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2016

Lula é oficialmente indiciado por corrupção e lavagem de dinheiro

A Polícia Federal indiciou o ex-presidente Lula por corrupção e lavagem de dinheiro

Lula é alvo de três investigações na Lava Jato. A informação é de Fausto Macedo, do Estado. De acordo com a apuração do inquérito, o ex-presidente seria o verdadeiro dono do tríplex. É o primeiro indiciamento ‘oficial’ contra Lula nas apurações da Lava Jato em Curitiba.



Os procuradores pediram 90 dias para oferecer denúncia no caso.

Delação de Cunha vai incendiar o país: 150 deputados,14 ministros do STJ e 2 ministros do STF serão denunciados

Eduardo Cunha (deputado afastado do PMDB), que está prestes a ser julgado pelo plenário da Câmara, vai incendiar o país. Se ele cair, sairá atirando para todo lado e poderá levar com ele cerca de 150 deputados, além de um ministro e um senador.

A informação é da coluna de Andreza Matais e Marcello de Moraes, no Estado:
Cunha diz a interlocutores que, se cair, será atirando 
Eduardo Cunha já avisou Michel Temer que, se não for salvo, leva com ele para o fundo do poço 150 deputados federais, um senador e um ministro próximo ao interino.
Cunha teme ser preso e quer proteger a si mesmo e sua esposa Cláudia Cruz.
A DELAÇÃO
A delação de Eduardo Cunha será acompanhada do depoimento de Lúcio Funaro, seu operador.
O site Antagonista informou que 14 ministros do STJ, dois ministros do STF, um grupo de frigoríficos, quatro grandes bancos, dois advogados e caciques do PMDB e do PT serão denunciados.
Eles também alegam que tem elementos para anular uma delação já homologada.
Cunha e Funaro prometem indicar…

Temer vai privatizar presídios, creches e hospitais

O presidente interino, Michel Temer, já definiu quando iniciará o processo programa de concessões em parceria com os estados: será após a viagem que fará à China, para a reunião do G-20. O objetivo é privatizar áreas como hospitais, creches, presídios e saneamento.

Temer quer dar a abertura para o capital privado em todos os setores possíveis, fugindo do formato tradicional de fazer concessões apenas na área de infraestrutura. 



De acordo com o jornal O globo, os estados receberão uma garantia da União, por meio de seus ativos, para fechar os contratos. O governo estuda usar os Fundos de Participação dos Estados e Municípios como uma segunda garantia para as PPPs darem certo.

"Vamos acabar com o conteúdo nacional exacerbado, que só traz superfaturamento. Só vamos manter aquilo em que formos competitivos. Ao invés de generalizado, será setorizado. Temos que mudar a visão do investimento público, ampliando ao máximo as concessões. 

Faremos PPPs (parcerias público-privadas) para esgoto, …